Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Abreu e Lima: carta ao jornal O Globo

14.jul.2014

"Com relação à matéria "Abreu e Lima: Empresas suspeitas de pagar propina a Youssef ganharam R$ 1,3 bilhão em aditivos", publicada neste sábado, 12 de julho, a Petrobras afirma que na análise e aprovação dos aditivos foram cumpridos os procedimentos internos do sistema Petrobras, não havendo indícios de irregularidades.

Sobre o editorial “Desvios em Abreu e Lima parecem inesgotáveis” (11/7), a Petrobras esclarece que o valor de US$ 2,4 bilhões se baseava em projeção inicial, cujo grau de definição era incipiente. O projeto aprovado para construção da refinaria tinha valor de US$ 13,4 bilhões. A previsão atualizada é de US$ 18,5 bilhões. Sobre as auditorias, o consórcio Alusa-CBM foi vencedor de licitação apresentando o menor preço e atendendo estimativa de custos. A Petrobras não pode impor às licitantes percentuais máximos de lucro. A empresa Alusa possuía capacitação, porte e experiência para o fornecimento contratado. A contratação da Jaraguá para fornecimento de equipamentos especiais seguiu o previsto no Decreto 2745/98, que regulamenta os processos licitatórios da Petrobras. A companhia destaca ainda que todos os pontos indicados nas auditorias foram esclarecidos e que continua prestando todos os esclarecimentos ao TCU para demonstrar que não há sobrepreço ou superfaturamento nas obras da refinaria Abreu e Lima."

Postado em: [Esclarecimentos]