Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Fechamos o ano de 2019 com ótimo desempenho operacional

10.fev.2020

Confira nossos destaques de produção e vendas no quarto trimestre de 2019

Apresentamos excelente desempenho operacional no último trimestre de 2019, com produção de 3,025 milhões barris de óleo equivalente por dia (MMboed) de óleo e gás natural. E ultrapassamos uma marca importante:  rompemos pela primeira vez a barreira de produção média 3,0 MMboed neste quarto trimestre.

imagens_nota_recorde.jpg

Nossa produção média do ano ficou em 2,770 MMboed, dentro da meta traçada para 2019, e, em dezembro, alcançamos um novo recorde diário na produção: 3,3 MMboed. A produção média de óleo no Brasil foi de 2,2 MMboed, excedendo a meta de 2,1 MMboed. Em novembro, com o início da produção da P-68, concluímos o cronograma de implantação de oito sistemas de produção em menos de 24 meses, algo inédito em nossa história.

imagens_nota-meta.jpg


Pré-sal como mola propulsora do nosso desempenho

A produção na camada pré-sal já representa mais da metade da produção total no Brasil, e continua em evolução, com 1,533 MMboed no quarto trimestres de 2019  (46% maior em relação ao último trimestre de 2018) e 1,277 MMboed em 2019 (28% maior que em 2018).

imagens_nota-02.jpg

Houve aumento de exportação de petróleo no último trimestre de 2019, com destaque para o recorde de exportação mensal em novembro, com volume médio de 767 Mbpd. Em relação ao ano anterior, o volume de exportação cresceu 25%.

imagens_nota_exportacao.jpg
No segmento de refino, aumentamos nossa produção de bunker e de correntes de óleo combustível de baixo teor de enxofre, em função de nova especificação internacional. No quarto trimestre, produzimos em média 148 mil barris por dia (Mbpd), um aumento de 35% em relação à produção do terceiro trimestre de 2019.

Fechamos o ano de 2019 com 9.590 MMboe em reservas provadas (critério SEC), em linha com o ano anterior e ainda sem considerar o volume dos ativos de Itapu e Búzios, adquiridos em novembro no leilão do Excedente da Cessão Onerosa. A relação entre o volume de reservas provadas e o volume produzido é de 10,5 anos.
 

imagens_nota-01.jpg

Acesse aqui o nosso relatório completo.