Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Novos projetos do Programa Petrobras Socioambiental focam na infância

28.Jan.2020

Cerca de 800 crianças e adolescentes serão beneficiados por três novos projetos sociais que passamos a patrocinar e que terão suas atividades iniciadas em 2020. Trata-se de projetos provenientes da última seleção pública de projetos do Programa Petrobras Socioambiental, que têm em comum a linha de atuação com foco nos direitos da criança e do adolescente. Esses projetos promovem ações para estimular o desenvolvimento cognitivo, social e emocional de crianças nos primeiros anos de vida, etapa fundamental para formar cidadãos com melhores oportunidades e assim criarmos uma sociedade mais igualitária, com menos desigualdade social.

O primeiro que assinamos, Rematriamento de Crianças em Situação de Rua, atua por meio de uma metodologia chamada de rematriamento, que consiste em resgatar os vínculos interrompidos por múltiplas razões entre crianças e adolescentes que estão em situação de rua e suas comunidades e famílias de origem. Conduzido pela Associação de Apoio ao Projeto Quixote (AAPQ), no bairro de Sapopemba, em São Paulo (SP), o  projeto deve beneficiar 1.750 participantes diretos até março de 2022. Para que isso aconteça, a rede local de proteção socioassistencial é envolvida no processo para fazer a articulação entre os diversos atores. Para que esse trabalho tenha continuidade com as próximas gerações, estão sendo formados educadores e técnicos locais.

Já o projeto Flores de Piranema, que atua em Duque de Caxias (RJ), visa fortalecer o senso de comunidade. A previsão é de que 260 pessoas, sendo 80 na etapa de primeira infância, sejam atendidas e passem por acompanhamento social. São oferecidas atividades educativas e oficinas de reforço escolar, arte e cultura para crianças e adolescentes. As famílias são incluídas na jornada de transformação, com oficinas de educação para o trabalho. A instituição Ação Social Paulo VI oferece ainda seminários voltados para profissionais que trabalham no sistema de garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Também no Rio de Janeiro, desta vez na capital e em Nova Iguaçu, 360 participantes – sendo 40 crianças de até 6 anos – participam do projeto “Oficina de Palavra – Construindo Histórias”. Apoiamos, junto ao Núcleo de Atenção à Violência, a prevenção e o combate à violência e ao risco social envolvendo crianças, adolescentes, jovens e famílias. Isso é feito por meio de ações como atendimento psicossocial e oficinas lúdicas. Como complemento, o projeto promove ações de capacitação para aperfeiçoamento do trabalho dos profissionais das redes locais de proteção e garantia dos direitos da infância e da adolescência.