Petrobras . Blog Fatos e Dados

home

Blog Fatos e Dados

home

Voltamos a ser elegíveis para recebermos investimentos do KLP, do maior fundo de pensão da Noruega

14.jul.2020

Voltamos se ser elegíveis para recebermos investimentos do KLP, maior fundo de pensão da Noruega, com patrimônio total de R$430 bilhões. Em comunicado, o fundo destacou que a companhia fortaleceu significativamente sua governança nos últimos anos, de forma que o risco de corrupção na empresa foi 'significativamente reduzido'. O fundo, que havia afastado a Petrobras de sua carteira de investimentos em 2014, também lembrou que todos os envolvidos em irregularidades na administração foram substituídos e que a companhia celebrou acordos com autoridades americanas.

A decisão do KLP ocorre meses depois de outra instituição importante - o Council on Ethics – The Norwegian Government Pension Fund Global - retirar a Petrobras da lista de empresas sob observação, na qual a companhia havia sido incluída em janeiro de 2016, após os casos revelados pela Operação Lava Jato. Em dezembro de 2019, o banco seguiu recomendação do Conselho de Ética do Fundo Soberano da Noruega, que reconheceu as medidas implementadas pela Petrobras no combate à corrupção. Na recomendação ao banco, o Conselho de Ética destaca a nossa disposição em colaborar com as investigações e com a solução dos casos. Na ocasião, o Conselho de Ética salientou ainda que o Ministério Público Federal e o Supremo Tribunal Federal brasileiros definiram oficialmente a Petrobras como vítima no âmbito das investigações da Operação Lava Jato.

Nos últimos anos, seguimos implementando diversas medidas de conformidade, como a criação de um Canal de Denúncias independente e a realização de due diligence de Integridade, processo que avalia os mecanismos de combate à fraude e à corrupção das empresas com as quais fazemos negócios. Também passamos a aplicar o Background Check de Integridade (BCI), que se trata da checagem de integridade de todos os administradores, gestores e empregados que atuam em processos críticos. Ainda colaboramos com as investigações da Operação Lava Jato desde 2014 e atuamos como coautora do Ministério Público Federal e da União em 18 ações de improbidade administrativa em andamento, além de sermos assistente de acusação em 70 ações penais. Mais de R$ 4,5 bilhões já foram ressarcidos pelas autoridades brasileiras aos cofres da companhia.

Atualmente, trabalhamos fortemente com a disseminação da cultura de integridade entre nossos colaboradores, na mesma linha das melhores práticas que vêm sendo adotadas pelas maiores empresas do mundo que alcançaram índices de qualidade e excelência na prevenção da fraude e da corrupção.

Conheça nossas ações para combater a corrupção na nossa página de Compliance, Transparência e Ética.